Aulas-shows
O Fim da Canção
Zé Miguel Wisnik e Arthur Nestrovski
Ciclo de 4 aulas-shows

Nem exatamente shows, nem propriamente aulas, mas uma mistura original das duas coisas: reunindo os talentos musicais, literários e acadêmicos do compositor, cantor e pianista (e professor da USP) Zé Miguel Wisnik e do compositor, violonista, crítico e escritor (e diretor artístico da Osesp) Arthur Nestrovski, os espetáculos trazem uma seleção de canções, compondo um minipanorama seleto da música brasileira dos últimos 50 anos.

A cada vez, Wisnik e Nestrovski centram o assunto em três ou quatro canções principais, interpretadas ao vivo e depois comentadas, em contraponto com uma série de questões e uma série de outras canções também. O "fim da canção" aqui ganha vários sentidos: propósito e ponto de chegada, final de um tempo e "finalidade sem fim". Tendo o debate recente sobre a "morte da canção" como pano de fundo, e passando por temas que vão da formação do cancioneiro brasileiro ao artesanato de letra e música; das potências transformadoras da bossa-nova e do tropicalismo ao novo estatuto da canção, sem lugar certo na cultura de massa, os dois artistas cantam e contam a nossa música, com comentários específicos a canções de Chico Buarque, Caetano Veloso e Los Hermanos, de João Donato, Tom Jobim, Luiz Tatit e Gilberto Gil – mais Schumann e Schubert –, entre outros, situada por eles no contexto brasileiro atual.

1. Promessa de felicidade (Tom/Vinicus, a bossa-nova)
2. O Samba: malandragem e melancolia
3. Objetos não-identificados (da tropicália ao transamba)
4. O fim da canção (estado crítico)
 Necessidades técnicas / Mapa de palco  
 Bio  

 

Refazenda fez